Fechar

Guimarães

Guimarães é uma das mais importantes cidades históricas do país, sendo o seu centro histórico considerado Património Cultural da Humanidade, tornando-a definitivamente um dos maiores centros turísticos da região

Ver imagens

A acontecer em Guimarães!!

 

Locais a visitar

Castelo de Guimarães

Em meados do século X a Condessa Mumadona Dias, mandou construir um Mosteiro. Com os constantes ataques por parte dos mouros, decidiu construir uma fortaleza para proteger os monges e a comunidade cristã que viviam em seu redor. Surge assim o primitivo Castelo de Guimarães. No século XII, o Conde Dom Henrique e Dona Teresa vieram viver para o Castelo de Guimarães e provavelmente aí terá nascido Dom Afonso Henriques. Perdida a sua função defensiva, o Castelo entra num processo de abandono e degradação progressiva até ao século XX, altura em que é declarado Monumento Nacional e são efetuadas obras de restauro.

Horário de funcionamento

Entrada gratuita, no castelo no entanto o acesso à Torre de Menagem terá o custo de 1.5 €

Horários: Aberto todos os dias das 9.30 h às 18 h. Encerra nos seguintes feriados: 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1º de Maio e 25 de Dezembro.

Capela de S. Miguel do Castelo

De acordo com a lenda, aqui foi batizado o primeiro rei de Portugal, Dom Afonso Henriques, o que parece carecer de fundamento, dado o templo datar do século XIII. Ainda assim, guarda-se aqui a pretensa pia batismal que foi utilizada na cerimónia.

Horário de funcionamento

Entrada gratuita.

Horários: Aberto todos os dias das 9.30 h às 18 h Encerra nos seguintes feriados: 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1º de Maio e 25 de Dezembro

Paço dos Duques de Bragança

Foi mandado construir no século XV por Dom Afonso, primeiro duque de Bragança. No século XIX foi convertido em quartel. Em meados do século XX, após um período de abandono, foi restaurado e posteriormente convertido em Museu, albergando um espólio do século XVII e XVIII. O palácio desempenha também a nobre função de residência oficial do Presidente da República Portuguesa no segundo andar, aquando das suas deslocações ao Norte de Portugal.

Horário de funcionamento

Entrada: 5 €

Horários: Aberto todos os dias das 9.30 h às 18 h Encerra nos seguintes feriados: 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1º de Maio e 25 de Dezembro

Rua de Stª Maria

A rua de Santa Maria foi uma das primeiras ruas abertas em Guimarães (século XII). Destinava-se a ser um elo de ligação entre o convento Santa Clara (atual Câmara Municipal de Guimarães) na parte baixa e o castelo situado na parte alta da vila. Ao longo do seu percurso encontramos vários testemunhos arquitetónicos do seu passado: a Casa do Arco (nº28), a Casa dos Peixoto (nº39), a Casa Gótica dos Valadares de Carvalho (nº9), a Casa dos Carneiro que hoje alberga a Biblioteca Municipal Raul Brandão (nº58) e tantos outros que lhe dão uma identidade própria e característica a esta cidade.

Praça de Santiago

Nesta praça estava situada uma pequena capela do século XVII dedicada a Santiago que foi demolida em finais do século XIX, é ainda possível localizá-la na praça, uma vez que o desenho do pavimento com lajeados de granito assinala a localização da antiga capela.A praça de Santiago é hoje um local simpático em qualquer momento do dia. Nela pode passear e desfrutar das várias esplanadas dos estabelecimentos comerciais. De noite é agradável devido à diversão proporcionada pelos estabelecimentos que fazem com que a praça seja um dos principais lugares de encontro e convívio entre os habitantes e visitantes.

Largo da Oliveira

Neste belíssimo largo encontrará a igreja de Nossa Senhora da Oliveira concluída em 1387. Além da Igreja, verá também o Padrão do Salado, monumento histórico e único no país pela sua forma e pela sua arquitetura. Segundo a tradição, relembra a vitória de Dom Afonso IV sobre os mouros, em 1340, na batalha do Salado. Destaca-se também a Domus Municipalis, um imponente monumento que foi paço do Concelho nos finais do século XIV, realçando-se o alpendre sustentado em cinco arcos góticos, as cinco janelas de sacada e uma estátua na fachada do edifício que representa Guimarães.

Santuário da Penha

O Monte da Penha é o ponto mais elevado de Guimarães e a partir do seu topo, onde está localizada uma estátua do Papa Pio IX. É possível alcançar vistas magníficas que podem estender-se até ao oceano. O Monte da Penha possui vários equipamentos dos quais se podem salientar: um parque de campismo, um campo de minigolfe, um mini-trem turístico, um centro equestre, áreas de passeio, piquenique, monumentos, grutas e miradouros.

Pode aceder ao Monte da Penha de carro que fica a 6 km do centro histórico, ou pode ir de teleférico que fica a 1,7 km do Largo das Hortas (5 minutos a pé do centro da cidade).

Horário de funcionamento

Preço de ida/volta de teleférico: 4.40 €

Horários: Aberto todos os dias das 10 h às 17.30 h (Novembro, Dezembro, Janeiro, Fevereiro e Março), das 10 h às 18.30 h (Abril, Maio e Outubro), das 10 h às 19 h (Junho, Julho e Setembro) e das 10 h às 20 h em Agosto

Citânia Briteiros

A Citânia de Briteiros é um conjunto de impressionantes ruínas de um importante povoado habitado na Proto-história, há mais de 2000 anos, numa época conhecida pelos arqueólogos como Idade do Ferro. É um dos mais expressivos povoados proto-históricos da Península Ibérica, quer pela dimensão, quer pela monumentalidade das suas muralhas, urbanismo e arquitetura.As numerosas construções, de vários tipos, dispostas um pouco livremente, mas obedecendo, contudo, a um ainda que incipiente esquema urbanístico, oferecem pistas impressionantes e muito objetivas para o conhecimento daquelas gentes tão remotas, alcandoradas no cimo dos montes e mesmo assim protegidas por várias cinturas de muralhas, cujos extensos panos ainda hoje se podem admirar.

Horário de funcionamento

Entrada: 3 €

Horários: Aberto todos os dias das 9 h às 18 h no verão e das 9 h às 17 h no inverno

Disponibilidade: Disponivel



Voltar...
Desenvolvido por aznegocios.pt